Relógio biológico ajuda a explicar porque é que a asma piora à noite

Estudo explorou o impacto do ciclo circadiano (o nosso relógio biológico) no problema da asma e especificamente no agravamento dos sintomas durante a noite. As conclusões podem ser úteis para novos tratamentos

Foto
Adriano Miranda

Diz a sabedoria popular que a tosse se esconde debaixo da almofada, ou seja, que se agrava à noite, quando nos deitamos para dormir. Quem sofre de asma também saberá que o problema pode piorar à noite. Este fenómeno resultará de vários factores biológicos e ambientais, mas desta vez uma equipa de investigadores explorou o papel do relógio biológico nesta conhecida exacerbação nocturna de sintomas. Utilizando dois protocolos circadianos, cientistas do Brigham and Women’s Hospital, de Boston, e da Universidade de Saúde e Ciência do Oregon perceberam que o relógio biológico também tem um impacto na asma.