Pedro Pichardo e essa coisa chamada nação

Os portugueses que aplaudem com entusiasmo a camisola verde e vermelha, independentemente do homem que a enverga, percebem muito mais de teoria política do que todos os xenofobozinhos juntos.

Em 1985, o historiador Eric J. Hobsbawm proferiu uma série de conferências em Belfast que depois reuniu num livro chamado Nações e Nacionalismo desde 1780 (há uma edição brasileira na editora Paz e Terra). Na introdução, Hobsbawm imagina um historiador extraterrestre a chegar a uma Terra devastada por um apocalipse nuclear – eram os anos 80… – e a concluir que, sem entender o significado do termo “nação”, “os últimos dois séculos da história humana do planeta Terra são incompreensíveis”. E são mesmo.

Sugerir correcção
Ler 47 comentários