Eslovénia: uma mão na UE, olhos em Visegrado e o interesse chinês

A política externa eslovena está cada vez mais alinhada com a Hungria e próxima da China. A presidência eslovena da UE será disso um reflexo.

Foto
Janez Jansa e Viktor Orbán Borut Zivulovic/REUTERS

No mesmo dia em que o primeiro-ministro esloveno, Janez Jansa, recebia a presidência do Conselho da União Europeia das mãos do seu homólogo português, o líder do Governo húngaro, Viktor Orbán, assumia a presidência anual do Grupo de Visegrado, uma aliança à qual a Eslovénia não pertence de facto, mas com quem o chefe do executivo esloveno partilha a visão da Europa e do mundo.