A stressar com os exames nacionais? Dicas para estudares (e viveres) melhor

A época dos exames nacionais está aí, por isso reunimos algumas dicas para te preparares melhor. Não te esqueças de estabelecer uma rotina de estudo, começa pela matéria mais difícil e faz intervalos regularmente.

Foto
Malte Mueller/Getty Images

É época de exames nacionais e, para muitos estudantes, isso significa que chegou um tempo de incertezas, inseguranças e ansiedade. A adaptação às aulas online nem sempre foi fácil e, apesar das vantagens ao nível da gestão autónoma do estudo, a desmotivação, a ansiedade e a insegurança face ao desempenho e resultados cresceram. Portanto, mais do que nunca, “é importante que os jovens consigam ganhar novamente uma sensação de controlo e de mestria sobre as suas actividades, neste caso, sobre o estudo para os exames”, aconselha a vice-presidente da Ordem dos Psicólogos, Sofia Ramalho. Assim sendo e, para te ajudar a preparar e a lidar melhor com a ansiedade dos exames nacionais, que começam a 2 de Julho, o P3 preparou e juntou algumas dicas para sobreviveres a esta fase.

Estabelece uma rotina

Estabelece horários de estudo. Estuda durante uma hora a uma hora e meia, fazendo regularmente pausas de dez a 15 minutos. Encontra locais sossegados e arejados para conseguires estudar com a concentração necessária. E não te esqueças de ter tempo e espaço para cuidares da tua higiene e da tua alimentação. É importante, segundo a vice-presidente da Ordem dos Psicólogos, “não existir exclusivamente um foco absoluto no estudo e nos resultados”. É importante continuar “com as outras dimensões da vida activas” para te sentires bem.

Faz um plano de estudos — e começa pelo mais difícil

É importante planeares o teu estudo e uma das melhores estratégias é começares pela matéria mais exigente. “A energia, concentração e foco são maiores ao início, portanto, começar pelas tarefas mais exigentes resulta melhor”, explica Sofia Ramalho.

Respeita as pausas e os intervalos 

A vice-presidente da Ordem dos Psicólogos salienta a importância de existir um equilíbrio entre os tempos de estudo e os tempos de lazer. As pausas ajudam “a gerir [mais facilmente] a ansiedade face aos momentos de estudo”, esclarece. É importante aproveitares os intervalos para ocupares a cabeça com outras coisas. Lê livros, actualiza as redes sociais, pratica exercício físico ou exercícios de relaxamento para ajudar a combater a ansiedade. 

Não pegues no telemóvel enquanto estudas 

Evita as interrupções e, principalmente, pegar no telemóvel para cuscar “as redes sociais ou para responder às mensagens dos amigos”, salienta Sofia Ramalho. É o suficiente para dispersar e desviar a atenção e concentração nos estudos, portanto, se possível, deixa de parte o telemóvel.

Evita fazer especulações sobre a dificuldade 

Face às notas elevadas dos exames nacionais de 2020, é importante não exercer especulações a respeito da dificuldade das provas deste ano, principalmente em período de incertezas. É inibidor do sucesso e acrescenta pressão ao teu desempenho. Além disso, essa especulação “não tem nenhuma base segura e objectiva”, sublinha Sofia. “Ainda não sabemos nada sobre os critérios de classificação ou regras específicas.”

Faz planos enquanto aguardas pelos resultados 

É assustador aguardar pelos resultados dos exames. É um tempo relativamente alargado para os alunos e, por isso, é importante planeares os teus dias. “Estar em casa, sem planos e sem estruturação do tempo dá mais espaço para sentir essa ansiedade”, sublinha a vice-presidente da Ordem dos Psicólogos. É o tempo ideal para estares mais tempo com os teus amigos ou para pores em dia a tua série preferida.

Texto editado por Amanda Ribeiro