Anticorpos podem durar mais de 13 meses após a infecção de SARS-CoV-2

O imunologista Marc Veldhoen faz o ponto da situação sobre o que já se sabe sobre a duração da imunidade após a infecção do SARS-CoV-2 e a vacinação. A sua equipa também fez um estudo em Portugal que mostra que os anticorpos duram pelo menos entre 12 e 13 meses depois da infecção.

Foto
Partículas do coronavírus SARS-CoV-2 (a verde) NIAID

Aos poucos, vai-se sabendo mais sobre a duração da imunidade contra o coronavírus SARS-CoV-2. Por agora, sabe-se que os anticorpos podem durar mais de 13 meses após a infecção – o que sugere que a resposta imunitária é robusta. O imunologista Marc Veldhoen indica ao PÚBLICO que isto poderá implicar que, mesmo que os níveis de anticorpos diminuam ao longo do tempo, a protecção contra a doença (a covid-19) deverá estar presente durante muitos anos. Quanto à imunidade deixada pela vacinação, com base nos níveis de anticorpos após a segunda dose, também é provável que a duração “seja boa”.