Peixinho: o asteróide que recebeu o nome de um astrofísico português

Tem dez quilómetros de diâmetro e está situado entre Marte e Júpiter. O astrofísico Nuno Peixinho revela ter ficado contente com a distinção que fará o seu nome perdurar no espaço, “enquanto houver humanidade e astronomia”. E tranquiliza: o asteróide não representa perigo para a Terra.

Foto
Um asteróide da cintura de asteróides em que se encontra o Peixinho, que não tem imagens DR

Há agora um Peixinho a orbitar o Sol. Tem cerca de dez quilómetros de diâmetro e está na cintura de asteróides entre Marte e Júpiter, a uma distância do Sol cerca de três vezes superior à da Terra. Em homenagem ao astrofísico português Nuno Peixinho, da Universidade de Coimbra, o asteróide anteriormente designado (40210) 1998 SL56 passou a ser chamado (40210) Peixinho. O anúncio foi feito esta segunda-feira pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), onde Nuno Peixinho é investigador.