Estes ténis portugueses dão cartas no estrangeiro

Mais de 90% das vendas da Diverge e da Jak destinam-se a exportação. Ainda assim, o ano da pandemia representou um crescimento do mercado nacional para ambas as empresas.

impar,calcado,moda,design,empresas,industria,
Fotogaleria
A Diverge criou um projecto para combater a exclusão social dos jovens entre os 16 e os 24 anos DR
impar,calcado,moda,design,empresas,industria,
Fotogaleria
Os lucros brutos da venda dos ténis revertem na totalidade para os jovens do projecto Imagine DR
impar,calcado,moda,design,empresas,industria,
Fotogaleria
Bruno faz parte do projecto-piloto que aconteceu no bairro do Zambujal, na Amadora DR
impar,calcado,moda,design,empresas,industria,
Fotogaleria
Mingo e Chrys são outro dois jovens do projecto. Os ténis criados por eles estão à venda no site da Diverge DR
impar,calcado,moda,design,empresas,industria,
Fotogaleria
Os nove jovens do projecto Imagine: Elias, Soraia, Chrys, Bruno, Mingo, Leandra, Roni, Dário e Nuno DR
impar,calcado,moda,design,empresas,industria,
Fotogaleria
Soria, Leandra e Chrys calçam os seus ténis DR
Sapato de salto alto
Fotogaleria
A JAK foi fundada em 2014 por Isabel Silva e José Reffoios DR
impar,calcado,moda,design,empresas,industria,
Fotogaleria
Cada par de sapatos JAK inclui um par extra de palmilhas DR
impar,calcado,moda,design,empresas,industria,
Fotogaleria
O modelo S01 L é o mais recente lançamento da marca DR
impar,calcado,moda,design,empresas,industria,
Fotogaleria
Todos os ténis são feitos artesanalmente em Santa Maria da Feira DR
impar,calcado,moda,design,empresas,industria,
Fotogaleria
O minimalismo é o que distingue a JAK DR
,Sapato
Fotogaleria
São 14 modelos com 53 variações DR
JAK
Fotogaleria
Ainda que todos os modelos sejam unissexo, 70% dos clientes da marca são homens DR

Em 2020, as vendas de calçado caíram a nível mundial e as exportações portuguesas diminuíram 17%. Portugal exporta mais de 90% do calçado e o sector cresceu cerca de 50% na última década, tendo facturado 1,7 mil milhões de euros em 2019, segundo avançava a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS) à Reuters, em Novembro do ano passado. Para se reinventar, as empresas de calçado português apostaram no conforto. É aí que se enquadram a Diverge e JAK — duas empresas de ténis portugueses que têm vindo a dar cartas no estrangeiro e para quem o ano de pandemia foi de crescimento.