Vítor Bento é o novo presidente da Associação Portuguesa de Bancos

Fernando Faria de Oliveira cessa funções ao fim de nove anos à frente da associação que representa os maiores bancos presentes no mercado nacional.

Foto
LUSA/MANUEL DE ALMEIDA

A Associação Portuguesa de Bancos (APB) tem novo presidente. Trata-se de Vítor Bento, gestor com experiência no sector bancário, que substitui Faria de Oliveira, o rosto da associação nos últimos nove anos

A nomeação de Vítor Bento para um mandato de três anos foi feita na Assembleia Geral da associação, realizada esta segunda-feira, que elegeu novos órgãos sociais e aprovou o Relatório e Contas relativo ao exercício de 2020, anunciou esta segunda-feira a APB.

Com formação académica em Economia e Filosofia, e doutoramento em Estudos Estratégicos pelo ISCSP e certificado em Corporate Governance pelo INSEAD, Vítor Bento esteve à frente da SIBS durante vários anos, e teve uma passagem relâmpago pelo BES e Novo Banco (entre Julho e Setembro de 2014). “Actualmente é membro do Conselho Superior da Universidade Católica e Professor Catedrático convidado do ISCSP, da Universidade de Lisboa”, refere a APB em comunicado.

“Estou ciente dos múltiplos desafios com que o sector está confrontado e colocarei o meu empenho na superação desses desafios e no reconhecimento social do enorme contributo da banca para o progresso económico e o bem-estar da sociedade”, afirmou o gestor, citado no comunicado.

Fernando Faria de Oliveira, que desempenhou as funções de presidente da APB entre 2012 e 2020, citado no mesmo documento, referiu ter sido “uma honra e um privilégio ser membro da Direcção da APB durante uma década difícil”. E considerou ainda que o novo presidente é “a pessoa certa para liderar a Associação, num contexto que obriga a olhar o futuro com enorme visão estratégica”.

A APB representa 24 associados, incluindo os maiores bancos, que no total concentram mais de 90% do sistema bancário português.