Milhões de estrelas e buracos negros. NASA divulga imagem do centro da Via Láctea

Imagem do centro da Via Láctea é uma composição feita a partir de 370 observações realizadas ao longo das últimas duas décadas.

Foto
O movimentado centro da Via Láctea está a 26.000 anos-luz de distância da Terra X-ray: NASA/CXC/UMass/Q.D. Wang; Radio: NRF/SARAO/MeerKAT

Milhares de milhões de estrelas, incontáveis buracos negros, gás superaquecido e campos magnéticos compõem uma imagem colorida, que transborda energia, do centro da Via Láctea, divulgada esta quinta-feira pela agência espacial norte-americana (NASA).

A imagem é uma composição feita a partir de 370 observações realizadas ao longo das últimas duas décadas pelo observatório espacial de raios X Chandra da NASA, lançado em 1999, e por um radiotelescópio (MeerKAT) instalado na África do Sul.

O astrónomo Daniel Wang, da Universidade de Massachusetts Amherst, explicou que passou um ano a trabalhar nesta imagem enquanto estava confinado em casa devido à pandemia de covid-19.

“O que vemos na foto é um ecossistema violento ou energético no centro da nossa galáxia”, disse Wang, citado pela agência Associated Press. “Há muitos vestígios de supernovas, buracos negros e estrelas de neutrões. Cada ponto de raio-X ou característica representa uma fonte de energia, a maioria das quais estão no centro”, acrescentou.

O movimentado centro galáctico da Via Láctea está a 26.000 anos-luz de distância da Terra.