É preciso salvar a maneira selvagem de temperar as saladas, à portuguesa

A verdade triste é que ou se tem mão para temperar ou não. E mesmo quem tenha mão precisa de temperar pelo menos uma vez por dia porque, se estiver uma semana sem ginasticar a mão, perde-a. Recupera-se, é certo, mas só depois de muitos desastres.

horta,restauracao,alimentacao,gastronomia,fugas,opiniao,
Fotogaleria
Miguel Madeira
horta,restauracao,alimentacao,gastronomia,fugas,opiniao,
Fotogaleria

A maneira portuguesa de temperar as saladas é arriscada e perigosa mas, quando corre bem, põe a alface a cantar.