A Europa para a Escócia

Somos europeus de todo o continente e de todo o mundo. Queremos que o povo da Escócia saiba que os europeus, onde quer que se encontrem, terão todo o gosto em os receber outra vez como membros da União Europeia se esse ainda for o seu desejo democrático.

Caros chefes de Estado e de Governo da União Europeia, caro presidente do Conselho Europeu, caro presidente e membros do Parlamento Europeu, cara senhora presidente e membros da Comissão,

Somos europeus de todo o continente e de todo o mundo. Como é natural, há muitas coisas sobre as quais não temos a mesma opinião, mas todos concordamos com este ponto: queremos que o povo da Escócia saiba que os europeus, onde quer que se encontrem, terão todo o gosto em os receber outra vez como membros da União Europeia se esse ainda for o seu desejo democrático.

No referendo do “Brexit” em 2016, nenhum distrito escocês votou pela saída, e a Escócia como um todo votou por uma maioria de 62% para permanecer na UE. Nos anos seguintes, o Parlamento escocês rejeitou o processo de retirada em todas as fases. Ainda assim, em 2020, a Escócia foi forçada a deixar a União Europeia, assim como o resto do Reino Unido.

Quando os escoceses votaram para ficar na UE, eles fizeram-no como parte do Reino Unido. Separar-se do Reino Unido para se tornar membro da UE é outra questão. Esta exige o seu próprio referendo, pedido oficialmente ao Governo do Reino Unido pelo Parlamento escocês e pelo Governo escocês. Actualmente, o governo britânico recusa a sua autorização.

Não devemos ficar inactivos enquanto durar esse impasse. Este é um desenvolvimento sem precedentes que exige uma nova forma de pensar da parte da UE.

É por isso que lhe pedimos que assegure que a UE mostre claramente à Escócia o caminho a seguir para se tornar outra vez membro da UE antes de qualquer referendo sobre a independência.

Foto
A Escócia entre duas uniões: UE ou Reino Unido? Reuters/RUSSELL CHEYNE

O procedimento habitual consiste em a UE responder a um pedido de adesão apenas quando este vier de um país independente.

A Escócia merece um processo diferente. Embora legalmente faça parte do Reino Unido, o governo escocês não pode negociar com a UE. Mas a UE pode dizer que, como a Escócia faz parte da UE há muito tempo, se se tornar legal e democraticamente independente, não precisa se candidatar como um “novo” candidato à adesão à UE.

Em vez disso, a UE e os seus Estados-membros deveriam fazer uma oferta unilateral e aberta de adesão: uma proposta excepcional para responder às circunstâncias excepcionais da Escócia.

A UE já demonstrou que pode reconhecer a circunstância única criada pelo “Brexit”. O Conselho Europeu confirmou unilateralmente, na cimeira de 29 de Abril de 2017, que a Irlanda do Norte aderirá imediatamente à UE, caso venha a votar no futuro para aderir à República da Irlanda.

A UE deve oferecer garantias semelhantes também à Escócia. Isso requer criatividade e praticidade.

Ninguém sabe os custos a curto e longo prazo do “Brexit” para a Escócia, ou os custos associados ao rompimento com o Reino Unido – incluindo a emissão de uma nova moeda se os escoceses quisessem (quer eventualmente adiram ao euro, quer não). Neste contexto, devem ser oferecidas condições generosas para apoiar o orçamento da Escócia nos difíceis meses de transição antes da reentrada na UE.

Estas questões são importantes porque permitirão que qualquer referendo seja uma escolha clara, prática e democrática para a Escócia entre duas uniões: a UE ou o Reino Unido.

Os europeus devem sempre defender a democracia e a solidariedade. Por conseguinte, pedimos-lhe que expresse a nossa solidariedade para com os cidadãos da Escócia e apoie uma decisão democrática sobre o futuro da Escócia.

Esta carta aberta foi assinada por 200 europeus de todos os Estados-membros da UE e todas as nações do Reino Unido e pode ser subscrita neste link.

Subscrevem

Samuel Abraham, Reitor do BISLA e editor do jornal Kritika&Kontext – Bratislava, Eslováquia
Lilli Alanen, Professora Emérita de História da Filosofia, Universidade de Uppsala – Uppsala, Suécia
Alberto Alemanno, Professor de Direito da UE, HEC Paris – Paris, França
Neal Ascherson, Escritor, jornalista, ex-correspondente internacional do Guardian e editor da Public Archaeology – Escócia
Jan Assmann, Professor emérito, Instituto de Egiptologia, Universidade de Heidelberg – Konstanz, Alemanha
Albena Azmanova, Professora associada de Pensamento Político e Social, Escola de Estudos Internacionais de Bruxelas – Bruxelas, Bélgica
Etienne Balibar, Director da cátedra de Filosofia Europeia Moderna, Kingston University London – Paris, França
Solvej Balle, Escritor – Marstal, Dinamarca
Anthony Barnett, Escritor e co-fundador da Open Democracy – Oxford, Inglaterra
Rainer Bauböck, Presidente da Comissão de Pesquisa em Migração e Integração, Academia Austríaca de Ciências; professor de Teoria Social e Política, Instituto Universitário Europeu – Viena, Áustria
Neil Belton, Escritor e editor – Londres, Inglaterra
Volker R. Berghahn – Professor emérito de História, Columbia University – Nova Iorque, EUA
Cinthia Bianconi, Presidente da Fondazione Adriano Olivetti – Roma, Itália
Florian Bieber, Cátedra Jean Monnet na Europeização do Sudeste Europeu, Universidade de Graz – Graz, Áustria
William Boyd, Romancista – Londres, Inglaterra
June Caldwell, Escritor – Dublin, Irlanda
Carmen Calill, Escritora e fundadora da Virago Press, fellow na Royal Society of Literature – Londres, Inglaterra
Duncan Campbell, Jornalista de investigação – Brighton e Edimburgo, Inglaterra
Lydia Carras, Fundadora e directora da Sociedade Grega para o Meio Ambiente e Património Cultural – Atenas, Grécia
Iannis Carras, Historiador e cientista político, Universidade da Macedónia – Tessalónica, Grécia
Roger Casale, Presidente dos Novos Europeus – Roccatederighi, Itália
Jonathan Coe, Romancista – Inglaterra
Luke Cooper, Investigador em Política e Relações Internacionais, LSE – Londres, Inglaterra
Arthur Cormack, Cantor gaélico – Portree, Escócia
Olivier Costa, Professor de Estudos da UE, CNRS-CEVIPOF, Director do Departamento de Estudos Políticos e Governamentais Europeus, College of Europe – Bruges, Bélgica
Brian Cox, Actor, Prémio Olivier, vencedor do Emmy e do Globo de Ouro – Nova Iorque, EUA
Franca D’Agostini, Filósofa – Torino, Itália
Ida Dominjanni, Jornalista e autora – Roma, Itália
Sionaidh Douglas-Scott – Presidente da cátedra de Direito da Queen Mary University, ex-professora de Direito Europeu e dos Direitos Humanos – Londres, Inglaterra
Fiona Dove, Directora executiva do Transnational Institute, Amesterdão – Amesterdão, Holanda
Patrick Doyle, Compositor nomeado para os Óscares e os Césares – Londres, Inglaterra
Nishan Dzhingozyan, Coordenador do Fórum do Leste Europeu – Londres, Inglaterra
David Edgerton, Professor de História Moderna Britânica, King’s College London – Londres, Inglaterra
Regina Egle Liotta Catrambone, Co-fundadora e directora da MOAS International – La Valletta, Malta
Brian Eno, Artista e músico – Londres, Inglaterra
Casper Eric, Escritor – Copenhaga, Dinamarca
Thomas Hylland Eriksen, Professor de Antropologia Social, Universidade de Oslo – Oslo, Noruega
Eva Erman, Professora de Política na Universidade de Estocolmo e directora da Ethics and Global Politics – Estocolmo, Suécia
Richard Eyre, Director de cinema, teatro e ópera – Gloucestershire, Inglaterra
Elena Ferrante, Escritora – Itália
Peter Finch, Poeta – Cardiff, País de Gales
Neil Gaiman, Autor e escritor – Inglaterra
Stephen Gethins, Professor de Prática em Relações Internacionais na Universidade de St. Andrews – St. Andrews, Escócia
Paul Gillespie, Investigador sénior do Instituto de Estudos Britânico-Irlandeses, University College Dublin, e colunista do Irish Times – Dublin, Irlanda
Paul Gilroy, Escritor e professor – Londres, Inglaterra
Misha Glenny, Escritor e locutor de rádio – Londres, Inglaterr
Ana Gomes, Ex-diplomata e defensora dos direitos humanos – Cascais, Portugal
Michael Gray, Advogado e activista – Edimburgo, Escócia
Hana Grgic, Coordenadora da revista online Political Critique – Croácia
Ulrike Guerot, Fundadora e directora do European Democracy Lab, Berlim – Berlim, Alemanha
Christopher Hampton, Dramaturgo, vencedor do Óscar – Londres, Inglaterra
Kirstin Hannesdòttir, Arquitecta e cônsul honorária da Islândia – Edimburgo, Escócia
Miklos Haraszti, Escritor e defensor dos direitos humanos – Budapeste, Hungria
Alistair Heather, Escritor e apresentador – Newbigging, Escócia
Jens-André P. Herbener, Historiador da religião e autor – Ringsted, Dinamarca
Sam Heughan, Actor – Escócia
Leslie Hills, Produtora de cinema, Skyline Productions – Edimburgo, Escócia
Felix Hoffmann, Activista – Berlim, Alemanha
Axel Honneth, Director do Instituto de Pesquisa Social, Goethe-University Frankfurt am Main, Professor de Filosofia na Columbia University – Frankfurt, Alemanha
Srećko Horvat, Filósofo – Ilha de Vis, Croácia
Vedran Horvat, Chefe do Instituto de Ecologia Política – Zagreb, Croácia
Ivo Indzhov, Jornalista e professor, Universidade Estadual de São Cirilo e São Metódio – Veliko Tarnovo, Bulgária
Daniel Innerarity, Professor de Filosofia Política da Universidade do País Basco – San Sebastian, Espanha
Abby Innes, Professora em Economia Política, Instituto Europeu, LSE – Londres, Inglaterra
Jure Ivanusic, Actor, escritor e músico – Maribor, Eslovênia
Carsten Jensen, Escritor – Copenhaga, Dinamarca
Liz Jensen, Escritora – Copenhaga, Dinamarca
Janina Jetter, Escritora e tradutora – Oxford, Inglaterra
Tobias Jones, Escritor e jornalista – Parma, Itália
Mary Kaldor, Professora de Governança Global, LSE – Londres, Inglaterra
Pat Kane, Escritor e músico – Glasgow, Escócia
Jackie Kay, Poetisa – Manchester, Inglaterra
Billy Kay, Escritor e apresentador –Escócia
João Kay, Tutor de Línguas – Escócia
Debora Kayembe, Advogada de direitos humanos, activista política e actual reitora da Universidade de Edimburgo – Edimburgo, Escócia
Daniel Kehlmann, Escritor e fellow da Academia Alemã de Línguas e Literatura (Deutsche Akademie für Sprache und Dichtung) – Berlim, Alemanha
A.L. Kennedy, Escritor, académico e comediante de stand-up – Wivenhoe, Inglaterra
Declan Kiberd, Escritor, autor de Inventing Ireland e Ulysses and Us – Dublin, Irlanda
Corinna Kirchhoff, Actriz – Berlim, Alemanha
Eszter Kollar, Professor assistente, Centro de Ética, Filosofia Social e Política, KU Leuven – Leuven, Bélgica
Milja Komulainen, Artista e activista – Helsínquia, Finlândia
Lea Kreinin, Professora do Tallinn Polytechnical College – Glasgow, Escócia
Halliki Kreinin, Assistente de Ensino e Pesquisa no Instituto de Economia Ecológica, Viena – Viena, Áustria
Roman Krznaric, Filósofo, Long Now Foundation, São Francisco – Londres, Inglaterra
Brigid Laffan, Directora do Robert Schuman Center, European University Institute – Florença, Itália
Bård Larsen, Historiador, Civita – Oslo, Noruega
Marc Lazar, Professor de História e Sociologia, Institut d'Etudes Politiques – Paris, França
Leif Lewin, Professor emérito de Retórica e Governo, Uppsala University – Uppsala, Suécia
Ondřej Lipár, Poeta – Praga, República Tcheca
Santiago López-García, Professor de História e Instituições Económicas, Universidade de Salamanca – Salamanca, Espanha
Jamie Mackay, Escritor e tradutor – Florença, Itália
Colin Macpherson, Porta-voz dos Alemães pela Independência da Escócia – Straubing, Alemanha
Catherine Malabou, Professora de Filosofia, Kingston University e European Graduate School – Kingston, Inglaterra
Phillip Marliere, Professor de Política Francesa e Europeia, UCL – Londres, Inglaterra
David Marquand, Teórico Político e historiador, professor emérito da Cardiff University – Penarth, País de Gales
Judith Marquand, Socióloga da economia, professora honorária da Cardiff University – Penarth, País de Gales
Lorenzo Marsili, Filósofo e Activista, co-fundador da European Alternatives – Itália
Laura McAllister, Professora de Políticas Públicas e Governança do País de Gales, Cardiff University – Cardiff, País de Gales
Val McDermid, Escritora e locutora – Escócia
Ian McEwan, Escritor e fellow da Royal Society of Literature – Londres, Inglaterra
Cameron McNeish, Alpinista, locator e escritor, Royal Scottish Geographical Society – Badenoch, Escócia
Yves Mény, Presidente emérito do European University Institute – Florença, Itália
Susi Meret, Professora associada, Departamento de Política e Sociedade, Aalborg University – Aalborg, Dinamarca
Gian Giacomo Migone, Professor emérito, História das Relações Euro-Atlânticas, Universidade de Torino; orientador no Centro de Estudos Europeus, Universidade de Columbia – Torino, Itália
George Monbiot, Escritor e activista – Oxford, Inglaterra
Jane Morrice, Jornalista, ex-vice-presidente da Assembleia da Irlanda do Norte, chefe do escritório da Comissão Europeia na Irlanda do Norte, vice-presidente do Comité Económico e Social Europeu (EESC) – Bangor, Irlanda do Norte
Tom Nairn, Cientista político, fellow no University College, Durham University – Livingstone, Escócia
Sofia Näsström, Professora, Departamento de Governo, Uppsala University – Uppsala, Suécia
Kalypso Nikolaïdis, Directora do Centro de Estudos Internacionais, Universidade de Oxford, cátedra Escola de Governança Transnacional, Instituto Universitário Europeu – Florença, Itália
Eduard Nižňanský, Professor de História, Comenius University Bratislava – Bratislava, Eslováquia
Magnus Nome, Escritor e editor, Teddy TV – Oslo, Noruega
Claire Methven O’Brien, Fellow e conferencista em Direito, Universidade de Dundee, conselheira-chefe do Instituto Dinamarquês de Direitos Humanos – Dundee, Escócia
Brendan O’Leary, Professor de Ciência Política, Universidade da Pensilvânia – Filadélfia, EUA
Fintan O’Toole, Autor, crítico literário, escritor histórico e comentador político – Dublin, Irlanda
Katrin Oddsdottir, Advogada e directora de Direitos Humanos, Sociedade da Constituição da Islândia – Reykjavik, Islândia
Claus Offe, Professor emérito de Sociologia Política, Hertie School, University of Governance, Berlim – Berlim, Alemanha
Sofi Oksanen, Escritora e dramaturga – Helsínquia, Finlândia
Nigel Osborne, Compositor – Scottish Borders, Escócia
John Osmond, Escritor e ex-director do Institute of Welsh Affairs – Cardiff, País de Gales
Reka Kinga Papp, Editora, Eurozine – Viena, Áustria
Silvia Paracchini, Geneticista, University of St. Andrews, FRSE – The Royal Society of Edinburgh – St. Andrews, Escócia
Flavia Perina, Jornalista e escritora – Roma, Itália
Philip Pettit, Professor de Política e Valores Humanos, Princeton University – Princeton, EUA
Andrea Pisauro, Activista e neurocientista, Universidade de Birmingham – Oxford, Inglaterra
Marina Prentoulis, Professora associada de Política e Media, University of East Anglia – Londres, Inglaterra
Philip Pullman, Escritor – Oxford, Inglaterra
Sioned Puw Rowlands, Director do Wales Literature Exchange – Aberystwyth, País de Gales
Carla Hilário Quevedo, Autora e colunista – Lisboa, Portugal
Carlos Quevedo, Jornalista e produtor de rádio – Lisboa, Portugal
Adam Ramsay, Editor, Open Democracy – Edimburgo, Escócia
Elena Remigi, Fundadora e directora do In Limbo Project – Maidenhead, Inglaterra
Lesley Riddoch, Escritora e locutora – Edimburgo, Escócia
Lise Ringhof, Escritora – Valby, Dinamarca
James Robertson, Escritor e editor na Itchy Coo – Angus, Escócia
Ricky Ross, Músico – Glasgow, Escócia
Christian F. Rostbøll, Professor de ciência política – Copenhaga, Dinamarca
Apolena Rychlíková, Realizadora de documentários – República Checa
Astrid Saalbach, Escritora – Copenhaga, Dinamarca
Alex Sakalis, Escritor e professor – Corfu, Grécia
Saskia Sassen, Professora de Sociologia na Universidade de Columbia – Nova Iorque, EUA
Roberto Saviano, Jornalista e escritor – Nápoles, Itália
Willem Schinkel, Professor associado de Sociologia Teórica, Erasmus University Rotterdam – Roterdão, Holanda
Joachim Schiødt, Músico – Frederiksberg, Dinamarca
Rory Scothorne, Escritor – Edimburgo, Escócia
Sławomir Sierakowski, Fundador do Krytyka Polityczna e director do Instituto de Estudos Avançados, Varsóvia – Varsóvia, Polônia
Jānis Šipkēvics, Artista e músico – Riga, Letónia
Lars Skinnebach, Poeta – Sønderho, Dinamarca
Mike Small, Editor da revista online Bella Caledonia – Edimburgo, Escócia
Elaine Constance Smith, Actriz – Glasgow, Escócia
Morten Søndergaard, Escritor – Pietrasanta, Itália
Jan Sowa, Sociólogo, professor associado da Academia de Belas Artes, Varsóvia – Varsóvia, Polónia
Kristina Stolz, Escritora – Copenhaga, Dinamarca
Nanna Storr-Hanse, Escritora – Skovlunde, Dinamarca
Joan Subirats, Professor de Ciência Política, Universidade Autónoma de Barcelona – Barcelona, ​​Espanha
G. M. Tamás, Professor de Filosofia, Universidade da Europa Central, Viena/Budapeste – Budapeste, Hungria
Peter Tatchell, Activista dos direitos humanos – Londres, Inglaterra
Sérgio Tavares, Conselho das Comunidades Portuguesas (Reino Unido e Irlanda) – Glasgow, Escócia
Janne Teller, Escritor – Londres, Inglaterra
Ece Temelkuran, Jornalista e autora – Zagreb, Croácia
Vladimir Tismăneanu, Professor de Política, director do Centro para o Estudo das Sociedades Pós-Comunistas, Universidade de Maryland – College Park, EUA
Jennifer Todd, Directora de Pesquisa do Instituto de Estudos Britânicos da Irlanda, UCD – Dublin, Irlanda
Colm Tóibín, Escritor e fellow da Royal Society of Literature e professor na Columbia University – Nova Iorque, EUA
Adam Tooze, Director do Instituto Europeu e professor de História na Columbia University – Nova Iorque, EUA
Nadia Urbinati, Professora de Teoria Política na Columbia University – Nova Iorque, EUA
Erik Valeur, Escritor – Sønderho, Dinamarca
Luisa Valmarin, Professora de Literatura, Sapienza University – Roma, Itália
Phillipe van Parijs, Cátedra Hoover de Ética Económica e Social e professor de Filosofia Política da Universidade de Louvain e fellow da British Academy – Louvain, Bélgica
Robert Van Voren, Activista e historiador dos direitos humanos – Vilnius, Lituânia
Federico Varese, Professor de criminologia, University of Oxford – Oxford, Inglaterra
Alexander Vella Gregory, Compositor – La Valetta, Malta
Borna Vujčić, Escritor – Zagreb, Croácia
Hilary Wainwright, Socióloga e activista e editora da Red Pepper Magazine – Londres, Inglaterra
Vron Ware, Escritor e professor – Londres, Inglaterra
Nikoline Werdelin, Escritora, dramaturga e cartoonista – Copenhaga, Dinamarca
Anne Weyembergh, Professora da Faculdade de Direito e Instituto de Estudos Europeus, Université Libre de Bruxelles, fundadora e coordenadora da European Criminal Law Academic Network – Bruxelas, Bélgica
Stuart White, Professor associado de Política, Universidade de Oxford – Oxford, Inglaterra
Robin Wilson, Editor e investigador, Social Europe – Belfast, Irlanda do Norte
Neşe Yaşın, Poeta e autora – Nicósia, Chipre
Gary Younge, Jornalista, autor, locutor e académico – Manchester, Inglaterra
Slavoj Žižek, Filósofo e crítico cultural – Ljubljana, Eslovénia