“Pedimos um esforço de um euro nas consultas, mas o da ADSE é 5,5 vezes maior”

Maria Manuela Faria, presidente do conselho directivo da ADSE, garante que a nova tabela de preços do regime convencionado teve “grandes melhorias”, que são positivas para os beneficiários e para os hospitais privados.

Foto
RUI GAUDÊNCIO

A presidente do instituto que gere o sistema de saúde dos funcionários públicos assegura, acerca das alterações previstas nas novas tabelas, que irá “pagar melhor aos prestadores, sempre com um esforço entre cinco a sete vezes maior para a ADSE do que para os seus beneficiários”.