Portugal conquistou confiança dos mercados para enfrentar o fim dos juros baixos

Como reagirá Portugal quando o BCE começar a retirar as suas medidas extraordinárias e a era de taxas de juro ultra-baixas acabar? Agências de rating e bancos internacionais mostram, para já, confiança na capacidade do país para resistir, descartando a possibilidade de uma crise semelhante à de 2011.

covid19,mercados,economia,rating,divida-publica,crise-euro,
Fotogaleria
Nuno Ferreira Santos
covid19,mercados,economia,rating,divida-publica,crise-euro,
Fotogaleria
LUSA/JOSÉ SENA GOULÃO

Com mais dívida do que nunca e sem o sector do turismo como solução óbvia para crescer, Portugal depara-se agora com os primeiros sinais de uma subida geral das taxas de juro na economia mundial. Um cenário repleto de perigos que não impede, contudo, que nos mercados, ao contrário do que aconteceu na anterior crise, a confiança na capacidade de o país para enfrentar as pressões trazidas pela pandemia permaneça para já inabalada.