Carlos Moedas, o candidato em contraciclo

A candidatura de Carlos Moedas poderá permitir à direita travar a espiral depressiva em que caiu nos últimos anos. Só por isso Moedas já é um candidato em contraciclo. Mas não só por isso.

Com a candidatura de Carlos Moedas a Lisboa, a direita parece ter pela primeira vez, desde 2015, uma figura de proa com a possibilidade de vencer uma eleição partidária de impacto nacional. Especialmente se a “megacoligação” de Moedas enfrentar a esquerda desunida, porque nas autarquias não são possíveis “geringonças”: quem governa é sempre a força mais votada, sozinha ou em coligação pós-eleitoral.