Em defesa de Mamadou Ba e de João Pedro Caupers

Ter gente de direita a querer expulsar Mamadou Ba de Portugal porque não gosta do que ele diz é o mesmo que ter gente de esquerda a querer despedir-me deste jornal porque não gosta do que eu escrevo. São duas faces do mesmo tipo de intolerância.

Mamadou Ba escreveu no Twitter que Marcelino da Mata era um “sanguinário” e um “criminoso de guerra”. Logo surgiu uma petição a pedir ao Parlamento que “vote favoravelmente pela expulsão de Portugal de alguém que não se sente bem em Portugal nem com a nossa cultura e valores”. À hora em que escrevo este texto essa petição já vai a caminho dos 30 mil subscritores.