Covid-19: Queima das Fitas do Porto 2021 cancelada

A Federação Académica do Porto decidiu cancelar a festa académica prevista para Maio. “Somos jovens que tomam decisões correctas, por mais difíceis que estas sejam”, dizem, em comunicado.

Foto
Arquivo PÚBLICO

A Federação Académica do Porto (FAP) anunciou, esta sexta-feira, que a Queima das Fitas 2021 não se irá realizar. A evolução epidemiológica da covid-19 não permitiu que a semana académica, que movimenta mais de 350 mil estudantes por ano e estava prevista para Maio, voltasse a sair à rua, depois de, em 2020, os eventos também terem sido cancelados.

Em comunicado, a FAP lamenta que 2021 não tenha sido o ano que devolveu “os momentos com família e amigos, os abraços, os convívios e os sonhos que a pandemia nos tirou” e afirma que a sua decisão foi “consciente, ponderada e exemplar”, até porque se vive um clima de incerteza e imprevisibilidade.

“A Queima das Fitas do Porto só teria lugar se estivessem garantidas todas as condições de segurança para proteger os estudantes, as suas famílias e para controlar a pandemia”, condições que a FAP, em conjunto com as Associações de Estudantes federadas, decidiu não estarem reunidas.

No Instagram, a FAP avisa, num vídeo sobre o cancelamento da Queima das Fitas 2021, que em Maio a academia vai “honrar” a semana da Queima das Fitas do Porto. “Voltaremos. Voltaremos a ocupar os espaços que deixámos vazios. O nosso Porto é uma multidão deserta, porque ali estaremos mesmo que dentro de portas. Ninguém tira a academia de nós e a academia devolve-nos sempre a esperança. (…) Voltaremos com mais força, porque somos academia desde o primeiro até ao último dia.”

No entanto, a semana académica não vai passar em branco. A palavra-chave é relembrar e a FAP afirma que “a magia da Queima das Fitas será lembrada, dignificada e honrada”, através de imagens da Serenata, noites da Queima, o cortejo e a missa. 

Em 19 de Dezembro de 2020, em entrevista à Lusa no âmbito da tomada de posse de presidente da FAP, Ana Gabriela Cabilha havia avançado que a Federação Académica do Porto estava a trabalhar num evento alternativo, caso a Queima das Fitas do Porto de 2021 tivesse de ser cancelada por causa da pandemia de covid-19. “Se as condições de saúde não o permitirem e se a segurança dos estudantes ficar colocada em causa, temos outros planos para cenários menos optimistas, que obriguem ao cancelamento da Queima [das Fitas]”.

Agora, é tempo de continuar a “assegurar uma formação académica de qualidade, com mais inovação pedagógica, prevenir o abandono escolar precoce e reforçar as condições de frequência do Ensino Superior”, sempre com uma mensagem em mente: “quando voltar, volta com mais significado ainda”.