Nick Cave tem novo álbum para este ano, Carnage

O músico anunciou a edição na carta mais recente das suas Red Hand Files, em que aborda a “estranhamente familiar” vida que vai tendo em confinamento. O álbum foi gravado com Warren Ellis, seu companheiro nos Bad Seeds e nos Grinderman.

Foto
O confinamento tem-lhe sido "estranhamente familiar", surpreendente diz ter sido a fa Paulo Pimenta

Da pandemia resultou directamente um concerto em streaming numa sala vazia, a londrina Alexandra Palace, transformado posteriormente em filme e em álbum. Mas Idiot Prayer, que nos mostrou Nick Cave a despir a piano e voz canções de toda a sua carreira, dos Bad Seeds aos Grinderman, não foi a única coisa que o músico australiano andou a fazer durante o confinamento. Na mais recente publicação das suas Red Hand Files, em que responde a perguntas de leitores, revelou que já tem novo álbum na manga. Chamar-se-á Carnage e foi gravado com Warren Ellis, seu companheiro nos Bad Seeds e nos Grinderman.

Tal como aconteceu com Ghosteen, o duplo álbum que assinou em 2019, profundamente marcado pela experiência do luto do seu filho adolescente, Arthur, Carnage foi anunciado discretamente, quase de passagem, na resposta que escreveu a um Tobias que, desde Londres, lhe perguntou como estavam a ser os seus dias de confinamento. Cave descreve então como, “em diversos aspectos”, a experiência lhe tem sido “estranhamente familiar, como se já a tivesse vivido antes”. Suspeita que tal possa estar relacionado com os seus anos de dependência da heroína, quando “auto-isolamento e distanciamento social” eram parte determinante da sua existência. “O confinamento parece-se com uma versão ordenada pelo Estado de mais do mesmo – uma formalização do tipo de comportamento eremita a que sempre estive predisposto”, diz.

No fim do texto, depois de explicar longamente que verdadeiramente difícil, o que é inesperado para ele, tem sido lidar com a ausência de concertos – “cheguei à conclusão de que sou, basicamente, uma coisa que anda em digressão” –, faz então a revelação: “Adiante”, escreve, “estive mesmo em estúdio – com Warren [Ellis, multi-instrumentista dos Bad Seeds e Grinderman, co-compositor da bandas sonoras com Cave] – para fazer um disco. Chama-se CARNAGE”.

É toda a informação disponível de momento, mas não demorará certamente até que lhe conheçamos data de edição, alinhamento e demais pormenores. No início de Dezembro, Cave já manifestara intenção de gravar música nova. “É altura de fazer um novo disco”, declarou quando do anúncio do cancelamento da digressão de suporte a Ghosteen. Inicialmente marcada para 2020, com arranque marcado para a Meo Arena, em Lisboa, foi adiada depois para 2021 e, por fim, cancelada definitivamente.