Gulbenkian prepara campanha de divulgação das Obras Completas de Eduardo Lourenço

Publicaram-se nove volumes e estão previstos mais quatro, centrados em Jorge de Sena, no cinema, na crítica pessoana e n’O Labirinto da Saudade. Em que moldes o projecto prosseguirá daí para a frente é ainda uma incógnita.

Foto
Nuno Ferreira Santos

Em Outubro de 2011, há já quase uma década, a Fundação Gulbenkian dava início à publicação das Obras Completas de Eduardo Lourenço com um primeiro volume dedicado ao seu livro de estreia, Heterodoxia (1949), e respectiva continuação, Heterodoxia II (1967), e que integrava, como viria a ser norma nos tomos subsequentes, uma constelação de textos inéditos ou dispersos com ligação temporal e temática àqueles livros. Desde então já saíram mais oito volumes e há quatro a serem preparados, os últimos que foram ainda propostos pelo próprio Eduardo Lourenço. Para lá disso, não há quaisquer decisões tomadas.