João Guerreiro é o novo presidente da Agência de Avaliação do Ensino Superior

O ainda presidente da Comissão Nacional de Acesso substitui Alberto Amaral, que ocupava o cargo há 13 anos. Há mudanças de liderança nos três principais organismos do sector.

Foto
A equipa de João Guerreiro vai tomar posse no próximo dia 18 de Dezembro Miguel Manso

O actual presidente da Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES), João Guerreiro, vai assumir, dentro de duas semanas, a liderança da Agência de Avaliação e Acreditação do sector, a A3ES. Substitui no cargo Alberto Amaral, que presidiu àquele organismo de regulação desde a sua criação em 2007. A nova equipa dirigente inclui também o ex-director-geral João Queiroz.

A equipa de João Guerreiro vai tomar posse no próximo dia 18 de Dezembro e integra, como vogais não executivos, Anália Torres (Universidade de Lisboa), Maria Teresa Restivo (Universidade do Porto) e Miguel Figueira de Faria (Universidade Autónoma). É entre os vogais executivos que está uma das principais novidades: João Queiroz, antigo reitor da Universidade da Beira Interior, que, até ao mês passado, foi director-geral do ensino superior. O último elemento do conselho de administração é Helena Avelino, do Instituto Politécnico de Lisboa.

As escolhas de João Guerreiro e João Queiroz para a A3ES significam que os três principais organismos do sector mudam de liderança no espaço de poucas semanas. Queiroz abandonou a Direcção-Geral do Ensino Superior depois de ter sido indicado, em Junho, para o conselho de administração do regulador. O Ministério da Ciência e Ensino Superior abriu, entretanto, um procedimento para encontrar um novo director-geral. Nas próximas semanas, também será necessário encontrar um novo presidente da CNAES – uma escolha em que participam as instituições de ensino públicas.

A A3ES é um órgão independente do Governo. A escolha da nova administração foi tomada pelo Conselho de Curadores, órgão máximo da agência, que é presidido pelo cientista Sobrinho Simões, e integra, entre outros, o ex-reitor da Universidade Nova de Lisboa, António Rendas, e o ex-reitor da Universidade do Minho, António Cunha. O mandato tem a duração de quatro anos. A missão da agência inclui a avaliação da qualidade das instituições de ensino, tanto públicas como privadas, e a autorização de abertura e funcionamento dos cursos superiores.

João Guerreiro, 69 anos, deixa o organismo responsável pelo concurso nacional de acesso ao ensino superior, que liderava desde 2013. Formado em Ordenamento Rural e Ambiente, com doutoramento em Economia Agrária, tinha sido reitor da Universidade do Algarve e presidente da Comissão de Coordenação da Região do Algarve. Em 2017, foi nomeado pela Assembleia da República para dirigir a Comissão Técnica Independente sobre os incêndios desse ano.

Guerreiro vai substituir Alberto Amaral, que estava na presidência da A3ES há 13 anos, desde a criação daquele organismo. Este professor e investigador, que foi reitor da Universidade do Porto entre 1985 e 1998, dirigiu também o Centro de Investigação de Políticas do Ensino Superior e é um dos académicos que mais tem escrito sobre regulação e garantia de qualidade no sector. Abandona o cargo aos 78 anos.