Opinião

Das abjecções: as 35 horas na função pública

Este processo da reversão das 35 horas tem tudo o que é de pior na política. Mas isto, para as tais classes ilustradas que rasgam as vestes diante da castração química de pedófilos, não pode entrar no domínio da abjecção.

No meu último artigo escrevi a seguinte frase: “A democracia é precisamente o regime onde posições abjectas podem ser defendidas de forma legítima, da castração química de pedófilos às 35 horas de trabalho na função pública.” Esta frase foi estrela da indignação diária das redes sociais, e tive inclusivamente alguns amigos a achar que eu tinha enlouquecido. Como era possível fazer uma comparação daquelas?