Bloco e PS: os pontos baixos de uma relação

Quatro temas que originaram fricções entre bloquistas e socialistas.

Foto
António Costa e Catarina Martins

A relação entre Bloco de Esquerda e PS/Governo não foi sempre uma lua-de-mel. Mesmo nos anos da “geringonça”, em que havia um papel passado com compromissos assumidos por ambos os partidos, houve períodos muitos conturbados. A contribuição extraordinária na energia, a TSU, o tempo de serviço dos professores e a Lei de Bases da Saúde foram alguns dos mais difíceis. Mas houve outros. E também há pequenas guerras a registar que, a esta distância, parecem pequenas pedras no percurso.