Marvin Meyer
Foto
Marvin Meyer

Queres estudar no Reino Unido? Esta feira virtual responde às tuas dúvidas

Feira do British Council decorre pela primeira vez online e conta com a presença de 60 universidades britânicas para esclarecer estudantes interessados em estudar no Reino Unido. Inscrições gratuitas até 13 de Novembro.

A campanha Study UK, criada pelo instituto British Council, regressa este ano com o mesmo objectivo, mas em moldes diferentes. Desta vez, marcam presença na feira 60 universidades britânicas para prestar esclarecimentos a futuros estudantes europeus que queiram ir estudar para o Reino Unido, mas, ao contrário de edições anteriores, o encontro é virtual. Os interessados podem efectuar a inscrição gratuitamente online até 13 de Novembro e participar em todas as actividades através do site oficial.

Os alunos pré-universitários e do ensino superior poderão contactar com as universidades do Reino Unido através de conversas online individuais para colocarem dúvidas. Ao P3, Richard Fleming, responsável pela Educação e Cultura do British Council Portugal, diz que se vão ainda realizar palestras online, em directo e gravadas, onde os alunos poderão ter acesso “a sessões de uma hora sobre disciplinas específicas”, bem como a conversas “mais generalistas”. Entre os temas em apresentação estão como é viver no Reino Unido, formas de financiamento e até as implicações do “Brexit” no que toca à obtenção de vistos e outras burocracias necessárias a partir de Janeiro de 2021.

É esperado que perto de 7000 estudantes dos países da União Europeia e do Espaço Económico Europeu participem nesta primeira feira exclusivamente online. Vão marcar presença 13 das 20 melhores universidades do Reino Unido, segundo o ranking Times Higher Education de 2021, assim como as principais instituições universitárias gaulesas, escocesas e do Russelll Group.

Na opinião de Richard Fleming, a feira virtual traz vantagens. “É a primeira vez que juntamos tantas universidades num só evento”, sublinha. E, mesmo no panorama actual, “tem correspondido às expectativas”. Apesar do "Brexit” e da situação pandémica, o número de alunos que ambiciona estudar no Reino Unido “continua a ser bastante forte”, garante. Prova disso são os dados dos exames académicos IELTS (International English Language Testing System): um em cada quatro portugueses que os fizeram no British Counctil entre Julho e Setembro pretendem ir estudar para o Reino Unido. 

Com o aumento das propinas das universidades do Reino Unido, Richard Fleming garante que “há muitas universidades que estão a tomar medidas para assegurar que os alunos com talento consigam estudar através de bolsas de estudo e de mérito”, até porque “as propinas não podem ser razão para os melhores alunos não terem a experiência de estudar no Reino Unido”.

Texto editado por Amanda Ribeiro

Sugerir correcção