Opinião

O podre está regime

Quando “o podre está regime”, ou seja, quando o discurso da podridão do regime se torna predominante, é em geral porque há um desconforto com maneiras de estar e fazer por parte do poder.

Diz Fátima Bonifácio que a atual democracia portuguesa é “o regime mais permeável à corrupção de que tenho memória”. João Miguel Tavares também já nos diz há algum tempo que “o regime está podre”. Miguel Morgado, do PSD e fundador do Movimento 5 de julho para federar as direitas, acha que temos de abandonar “este regime que está verdadeiramente podre”. Miguel Albuquerque, do PSD e presidente do Governo Regional da Madeira, na entrevista em que abriu a porta a uma aliança com a extrema-direita, garantiu que “o regime vai cair”.