Apoio a advogados e trabalhadores sem protecção só fica pronto este mês

Prestação prevista para ser atribuída a partir de Julho a quem não está coberto por outros apoios da covid-19 não ficou operacional no mês passado.

coronavirus,recibos-verdes,seguranca-social,trabalho,trabalho-emprego,economia,
Foto
O Ministério da Segurança Social está a regulamentar o apoio com a Justiça e as Finanças LUSA/ANTÓNIO COTRIM

Ainda não foi em Julho que os trabalhadores em quebra de actividade e sem protecção social na covid-19, como os advogados e os solicitadores, puderam requerer a nova prestação social de 438,81 euros mensais, destinada a cobrir quem não tem “acesso a qualquer instrumento ou mecanismo de protecção social, nem aos apoios” lançados durante a pandemia para aplacar a redução da actividade económica.