Mais de 45 mil reclamam estatuto de vítima para crianças em contexto de violência doméstica: “A defesa das crianças não deve ter partidos nem cores”

Petição alerta para o perigo da interpretação dúbia da lei existente, considerando não ser suficiente para proteger as crianças. “Ou a lei é clara ou as crianças estão sujeitas à interpretação de cada juiz.”

Foto
“Para evitar a revitimização da criança temos antes de a considerar vítima”, defende Dulce Rocha Daniel Rocha/Arquivo

O objectivo passava por reunir quatro mil assinaturas, mas as vozes que se juntaram a este apelo multiplicaram-se por mais de dez. Até às 21h desta segunda-feira, 45.191 pessoas tinham assinado a petição pública para a aprovação do Estatuto de Vítima para crianças inseridas em contexto de violência doméstica.