Dinheiro fresco para os velhos vampiros

A covid-19 pode ser a melhor notícia da década para quem tiver amigos especiais na Assembleia da República. Preparem-se. A pandemia do compadrio está a chegar. Há uma nova bazuca – e é para gastar à maluca.

A parte mais significativa do Programa de Estabilização Económica e Social, apresentado pelo governo na quinta-feira, é o penúltimo slide, mais precisamente o ponto 4.4, página 48. Título: “Agilização da contratação pública”. Primeiro ponto: “Agilização dos procedimentos de contratação pública, evitando a paralisação do investimento em resultado de exigências burocráticas e outros constrangimentos legais desproporcionados.” Segundo ponto: “Dispensa do visto prévio do Tribunal de Contas para contratos até 750.000,00€.” Minhas senhoras e meus senhores, ainda que este plano seja para vigorar até ao final do ano, é impossível não ver já nele o espírito da “bazuca” europeia pelo qual o governo tanto anseia. Esse espírito pode ser resumido numa única frase: o bar está novamente aberto.