Centeno fica a prazo, depois de Marcelo lhe apontar a saída

Desta vez, a sintonia entre o Presidente e o primeiro-ministro foi total e o dia acabou com uma longa reunião de Costa com o ministro das Finanças. No Parlamento, a oposição falou de remodelação em directo. Mas ainda não foi desta que Centeno saiu.

António Costa
Foto
LUSA/JOSÉ SENA GOULÃO

O Presidente da República deu nesta quarta-feira um pontapé de saída de Mário Centeno do Governo, ao desautorizá-lo em directo por causa da injecção de capital ao Novo Banco e ao lado de um primeiro-ministro com o qual o ministro das Finanças entrou publicamente em rota de colisão.