Entrevista

Covid-19: precários enfrentam “situação de invisibilidade muito forte”

A única certeza que parece haver sobre os efeitos das crises é que o desemprego irá aumentar durante e depois do estado de emergência, diz-nos o investigador Renato Miguel do Carmo. É difícil fazer mais previsões, mas se há lições de outras crises é que o desemprego vem de mãos dadas com a pobreza e que nem todos conseguirão recuperar facilmente.

Foto
“Do ponto de vista social, a relação entre o desemprego, a pobreza e a desigualdade é um triângulo muito perverso”, afirma Renato Carmo Rui Gaudêncio

A pandemia de covid-19 fez parar quase toda a economia mundial. Em vários pontos do globo, os trabalhadores não essenciais foram instados a ficar em casa – alguns em teletrabalho — e várias empresas estão fechadas sem data para reabrir.