Coronavírus: Cristiano Ronaldo e Jorge Mendes doam cinco ventiladores à Madeira

Futebolista e empresário vão apoiar hospitais na Madeira na luta contra o coronavírus.

Cristiano Ronaldo e o empresário Jorge Mendes fazem donativo para a Madeira
Foto
Cristiano Ronaldo e o empresário Jorge Mendes fazem donativo para a Madeira LUSA/JULIEN WARNAND

 O internacional futebolista português Cristiano Ronaldo, nascido na Madeira, e o empresário Jorge Mendes vão doar ao Serviço Regional de Saúde da Madeira cinco ventiladores, revelou hoje aquele organismo.

“O Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira (SESARAM) irá receber uma doação de equipamentos para ajudar no combate à covid-19, cedidos pelo futebolista madeirense Cristiano Ronaldo e pelo empresário Jorge Mendes”, refere uma nota de imprensa, especificando que “vão financiar cinco ventiladores para apoiar no combate à pandemia covid-19” no arquipélago.

Para o Governo Regional, “a cedência destes equipamentos ao SESARAM e à Região vai aumentar a capacidade de resposta ao doente crítico no combate à pandemia”, juntando-se aos 99 ventiladores de que a região dispõe.

“O Serviço de Saúde da RAM agradece a iniciativa do capitão da selecção portuguesa e do seu empresário.”, conclui a nota.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou mais de 600 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 28.000.

Dos casos de infecção, pelo menos 129.100 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 100 mortes, mais 24 do que na véspera (+31,5%), e registaram-se 5.170 casos de infecções confirmadas, mais 902 casos em relação a sexta-feira (+21,1%).

Dos infectados, 418 estão internados, 89 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de Março e até às 23h59 de 02 de Abril.

Além disso, o Governo declarou no dia 17 o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Sugerir correcção