TAP confirma caso positivo de coronavírus em comandante de avião

Empresa diz que o trabalhador em causa está “com um estado de saúde estável” após ter sido diagnosticado ontem com teste de coronavírus positivo pelo Hospital de São João, no Porto. Sobre os passageiros, diz que “não existe risco de contágio”

Piloto foi diagnosticado no dia em que fez o voo Madrid-Porto
Foto
Piloto foi diagnosticado no dia em que fez o voo Madrid-Porto Nelson Garrido

Um comandante da companhia White Airways, ao serviço da TAP, foi diagnosticado, na terça-feira, com coronavírus​ pelo Hospital de São João, no Porto. De acordo com o comunicado da TAP, emitido ao início da tarde desta quarta-feira e que confirma o caso de infecção, o trabalhador está “com um estado de saúde estável e tanto a TAP como a White estão a prestar todo o apoio necessário”, tanto ao comandante como à restante tripulação.

O comandante realizou o voo TP1007 Madrid-Porto a 10 de Março, o mesmo dia em que foi diagnosticado. “Conforme as recomendações das autoridades, o co-piloto e a chefe de cabina que trabalharam com o comandante nos voos desse dia estão em isolamento e a ser acompanhados pelas autoridades de saúde”, refere a TAP. Em relação aos passageiros, a empresa garante que “não existe risco de contágio”, isto porque, diz, “o sistema de ventilação do cockpit é independente do resto da cabina”.

Em relação ao avião, ATR 72, a TAP diz que foi submetido “a todos os procedimentos de higienização e desinfecção previstos nos planos de contingência”, tendo o avião sido libertado para serviço pelas autoridades de saúde.

As tripulações da companhia aérea, diz a TAP, “estão, permanentemente, treinadas nos procedimentos de identificação, abordagem e tratamento de casos suspeitos de doença infecto-contagiosa a bordo, onde se incluí a covid-19 [doença provocada pelo novo coronavírus] e dispõem em todos os voos do equipamento e consumíveis necessários para o efeito”.