Coronavírus: Bolsa de Turismo de Lisboa adiada para Maio

Depois do abandono do Turismo de Portugal e das entidades regionais de turismo, a BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, marcada para 11 a 15 de Março, confirma o adiamento do evento.

Foto
A BTL 2020 passou a estar agendada para de 27 a 31 de Maio Nuno Ferreira Santos

“Deixaram de estar reunidas as condições para poder assegurar a realização da BTL 2020 nas datas originalmente previstas”, anuncia a Fundação Associação Industrial Portuguesa em comunicado enviado ao PÚBLICO. 

Apesar de confirmada na segunda-feira pela organização, e reconfirmada na quarta-feira, a BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa 2020, que deveria acontecer de 11 a 15 de Março, será adiada para Maio, de 27 a 31, por causa do novo coronavírus SARS-CoV-2.

O adiamento segue-se a decisão similar tomada por outros grandes eventos da indústria do turismo europeu, como as feiras de turismo de Paris e de Berlim, neste caso canceladas.

A Fundação AIP tinha decidido manter o evento, e chegou a reconfirmá-lo na segunda e na quarta-feira, mas a decisão do Turismo de Portugal e de todas as entidades regionais de turismo de não estarem presentes levou, por fim, à decisão de adiamento.

“Atenta à posição assumida pelas entidades públicas do sector do turismo”, indica a Fundação AIP, a decisão é tomada “em articulação com o Governo (Ministério da Economia) e as associações mais relevantes no sector do turismo”. “Face a este novo enquadramento, deixaram de estar reunidas as condições para poder assegurar a realização da BTL 2020 nas datas originalmente previstas”.

No documento, aquela entidade refere ter sido ontem “notificada”, tanto pelo Turismo de Portugal como pela TAP, da decisão destas entidades de “adiar o programa de Hosted Buyers da BTL 2020, cancelando assim a vinda de compradores internacionais ao evento”. O programa, refere-se, “traz anualmente a Portugal mais de 300 compradores internacionais que vêm conhecer e comprar a oferta turística do destino Portugal”.​

“Assim, com o objectivo de corresponder aos anseios e necessidades de promoção do sector do turismo, entendeu a Fundação AIP adiar a BTL 2020 para os próximos dias 27 a 31 de Maio”, lê-se na nota enviada ao PÚBLICO. 

“Seremos capazes de ultrapassar as circunstâncias do momento e seremos capazes de realizar, nas novas datas agora anunciadas, uma BTL ainda mais decisiva para a dinamização da promoção e realização de negócios no sector do turismo”, garante-se.

Esta manhã, a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, já tinha admitido estarem a ser feitas diligências para adiar a feira. “Estamos todos juntos a tentar que o evento seja adiado, para que possamos continuar a trabalhar no mesmo registo de normalidade, que tem sido o privilegiado até aqui”, dizia a governante, citada pela Lusa.

1500 expositores, 70 mil visitantes

Planeada para decorrer de 11 a 15 de Março, em quatro pavilhões da FIL, no Parque das Nações, em Lisboa, a feira que em 2019 foi visitada por cerca de 70 mil pessoas (quase 50/50 em termos de profissionais e público), deveria contar com a participação de cerca de “1500 expositores de 67 destinos internacionais”.

Ainda na quarta-feira à tarde, o gabinete de comunicação da FIL avançava ao PÚBLICO que apenas se registavam três cancelamentos, mas de “unidades hoteleiras”, e que a feira se iria realizar. A única alteração nos planos seria a implementação de um “Plano de Mitigação de Riscos, tendo em conta as orientações da Organização Mundial da Saúde e da Direcção-Geral da Saúde”.

Porém, em comunicado, na quarta-feira, o Turismo de Portugal e as entidades regionais de turismo já tinham manifestado que, tendo em conta as “últimas recomendações da Direcção-Geral da Saúde no que toca à organização de grandes eventos e ponderadas todas as condicionantes”, não estavam reunidas as condições para manter a sua participação na BTL 2020 na data prevista para a sua realização, seja “através de stand próprio seja através dos diversos eventos inicialmente programados”. Estas entidades revelaram ainda a pretensão de promover apenas eventos nas plataformas digitais.

Mundo Abreu também adiado para Maio

Outra grande feira de viagens programada para Março, o Mundo Abreu, organizado pela Agência Abreu, já tinha sido adiada, esta quarta-feira, para Maio, também por causa dos receios e segurança em redor do novo coronavírus.

“Queremos, essencialmente, que o evento se realize numa data em que as pessoas estejam descontraídas, a pensar no Verão, nas suas férias”, comentou ao PÚBLICO o director comercial da agência, Pedro Quintela. “Esperamos que nessa altura o pico de disseminação de Covid-19 já esteja em rescaldo”.

Sugerir correcção