Um Bolo de Noiva de 12 metros de altura: a nova extravagância de Joana Vasconcelos

Peça em produção na Fábrica Viúva Lamego será edificada em Waddesdon Manor, a cerca de 100 quilómetros de Londres, revelando-se ao público em Setembro. A artista portuguesa vai também ter uma exposição no Yorkshire Sculpture Park, no Norte de Inglaterra, já esta semana, iniciativa que o Ministério da Cultura incluiu entre as suas prioridades de acção externa para 2020.

Fotogaleria
Joana Vasconcelos com a maquete de Bolo de Noiva e a ministra da Cultura ao fundo Daniel Rocha
Fotogaleria
Joana Vasconcelos com a maquete de Bolo de Noiva Daniel Rocha
Fotogaleria
LUSA/MÁRIO CRUZ

Um Bolo de Noiva de 12 metros de altura é a nova extravagância que Joana Vasconcelos está a preparar. A ideia é que a peça seja edificada em Waddesdon Manor, a cerca de 100 quilómetros de Londres, revelando-se ao público em Setembro. Mas antes, também no Reino Unido, a artista portuguesa inaugura a exposição Beyond, já no próximo sábado, dia 6 de Março, no Yorkshire Sculpture Park (YSP), na presença da ministra da Cultura Graça Fonseca. Este parque recebe mais de 400 mil pessoas por ano e a exposição de Joana Vasconcelos, que se estima poder receber meio milhão de visitantes, encerrará a 3 de Janeiro de 2021.

Mas só no final do Verão, num outro ponto do Reino Unido, é que este edifício de 12 metros de altura em forma de bolo de noiva, revestido de azulejos e peças decorativas da Fábrica Viúva Lamego deverá inaugurar. A artista está a trabalhar desde 2017 neste projecto e a maquete da peça, em que serão usados mais de 15 mil azulejos da Viúva Lamego, foi apresentada à imprensa esta segunda-feira de manhã durante uma visita da artista e da ministra da Cultura à fábrica de cerâmica Viúva Lamego, em Sintra. O projecto resultou de “uma encomenda do Lord Rothschild para ser colocada em Waddesdon Manor”, no “grande parque de esculturas que ele tem em Inglaterra”, explicou Joana Vasconcelos. 

A outra exposição, Beyond, incluirá várias outras peças nas quais a artista usou azulejos da centenária fábrica, entre elas Pop Galo (2016), o gigantesco Galo de Barcelos revestido com cerca de 17 mil azulejos, produzidos e pintados à mão. Será a maior exposição de Vasconcelos no Reino Unido até à data, reunindo cerca de 30 obras produzidas nos últimos 20 anos.

O Ministério da Cultura (MC) decidiu apoiar esta iniciativa que, explica uma nota enviada ao PÚBLICO pelo gabinete de Graça Fonseca, “reflecte as prioridades [de acção cultural externa] definidas para a Presidência do Conselho da União Europeia, no primeiro semestre de 2021, e para a Temporada Cruzada com França, de realçar o papel e a visibilidade da mulher artista”. “No contexto do ‘Brexit'”, o projecto, considera ainda o MC, é “uma oportunidade para, por um lado, dar continuidade à excelente relação cultural existente entre os agentes culturais dos dois lados do Canal da Mancha e, por outro lado, reforçar o papel da Cultura como mais um factor de aproximação e celebração da relação histórica entre Portugal e o Reino Unido”. 

Durante a visita desta manhã, a ministra da Cultura destacou a importância do trabalho conjunto entre a fábrica e a artista para uma maior internacionalização não só da arte portuguesa, mas também da cultura tradicional portuguesa, nomeadamente a ligada ao artesanato. “Esta fábrica tem demonstrado bem como o cruzamento entre a indústria e a arte tem um potencial enorme para ambos”, disse. 

Sobre Bolo de Noiva, Joana Vasconcelos explicou que é um “projecto muito complexo”, no qual estão envolvidos cerca de dez funcionários da Viúva Lamego. “É uma escultura e um edifício visitável”, disse. “Pode-se entrar, subir até ao topo e aí transformamo-nos nas figuras do topo do bolo, ou seja no noivo e na noiva”, acrescentou.

“[A peça] está cheia de elementos que acompanham a história da Viúva Lamego desde 1840. Venho a coleccionar objectos desde o princípio desta fábrica até hoje. É uma peça toda desenvolvida aqui, recuperando moldes, peças que já não eram comercializadas, e uma estética portuguesa que tem vindo a acompanhar tanto os nossos espaços públicos como os nossos espaços mais domésticos”, acrescentou.

Notícia corrigida: numa primeira versão erradamente dizia-se que a peça Bolo de Noiva iria ser exibida na exposição Beyond

Sugerir correcção