Torne-se perito

No Ponto: ouriço da castanha, Seia

A castanha é um fruto bem explorado na doçaria portuguesa, sobretudo nas regiões onde o seu cultivo está mais presente.

Foto

O ouriço da castanha é feito com pasta de castanha e massa filo confeccionada pelos próprios produtores do doce, a Pastelaria Zé Manel, em Seia. Este bonito pastel foi criado em 2017 para a Festa da Castanha na aldeia de Lapa dos Dinheiros. É um doce estaladiço e com o intenso sabor do fruto, explica Sílvia Fernandes, doceira do estabelecimento. Sabe bem no Inverno, mas há sempre produção durante o ano.

A castanha é um fruto bem explorado na doçaria portuguesa, sobretudo nas regiões onde o seu cultivo está mais presente. Encontramos diversas utilizações, como a castanha em farinha, em puré e aos pedaços. Uma combinação vencedora, que se repete em várias receitas, é a mistura de castanha e erva-doce. É o caso do ouriço de Seia, um delicioso acompanhamento para os ares da Serra da Estrela.

A Doçaria Portuguesa

Cristina Castro criou o projecto No Ponto para registar e dar a conhecer os doces do país. Tem vindo a publicar a colecção A Doçaria Portuguesa, “os mais completos livros sobre a história e actualidade dos doces de Portugal”. A investigação para este trabalho levou a autora a viajar por todos os concelhos em busca de especialidades doceiras. A partir da oportunidade de ver como se faz, de falar com quem produz, de conhecer vidas, histórias e tradições associadas à doçaria, surgiram os vídeos que desvendam um pouco de cada doce. Regularmente, a Fugas revela um vídeo novo sobre um doce diferente.

PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
Fotogaleria
Sugerir correcção