Eurobic corta “relação comercial” com Isabel dos Santos

O banco detido em 40% pela empresária angolana diz que cortou relações com empresas do universo empresarial da sua accionista e vai pedir uma auditoria às transferências suspeitas.

,Banco BIC
Foto
Miguel Manso

O EuroBic, banco controlado por Isabel dos Santos, anunciou esta segunda-feira que decidiu “encerrar a relação comercial com entidades controladas pelo universo da accionista Eng.ª Isabel dos Santos e pessoas estreitamente relacionadas com a mesma”.

O banco presidido pelo ex-ministro das Finanças Fernando Teixeira dos Santos explicou, em comunicado, que tomou a decisão por receio da percepção pública de que “possa não cumprir integralmente as suas obrigações pelo facto de a Eng.ª Isabel dos Santos ser um dos seus accionistas de referência”.

Isto, “na sequência dos eventos mediáticos suscitados pela divulgação de informações reservadas relativas à Eng.ª Isabel dos Santos”, que tem cerca de 40% do capital da instituição.

No domingo, no âmbito de uma investigação desenvolvida pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ, na sigla em inglês), o Expresso e a SIC noticiaram que foi de uma conta da Sonangol no Eurobic que foram transferidos cerca de 57 milhões de dólares para outra conta no Dubai, de uma sociedade offshore ligada a Isabel dos Santos, a Matter Business Solutions.

O banco assegura que todos os procedimentos legais foram seguidos nestas transacções, incluindo aqueles relacionados com a prevenção de branqueamento de capitais.

“No respeito pelos deveres de sigilo bancário a que o Banco está sujeito, apenas podemos esclarecer publicamente que os pagamentos ordenados pela cliente Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) à Matter Business Solutions respeitaram os procedimentos legais e regulamentares formalmente aplicáveis no âmbito da regular relação comercial existente entre este Banco e a Sonangol, designadamente os que se referem à prevenção do branqueamento de capitais”, frisou o banco.

Ainda assim, e reconhecendo que as “informações vindas a público” trouxeram “elementos que até esta data eram desconhecidos” para o banco, o Eurobic vai “solicitar a realização imediata de uma auditoria” às transferências realizadas a partir da conta da Sonangol, revelou o comunicado.

Além disso, irá “remeter ao Banco de Portugal todo o processo em poder do EuroBic referente às operações envolvendo as quantias transferidas pela Sonangol para a Matter em Novembro de 2017 bem como informá-lo das decisões tomadas”.

O banco liderado por Teixeira dos Santos salienta também que “não é parte no processo que tem vindo a ser noticiado”, considerando que este “diz apenas respeito à esfera de interesses e relações jurídicas da accionista Eng.ª Isabel dos Santos”.

Sugerir correcção