Sintra comemora 25 anos como Património da UNESCO com mais de 200 eventos

A Câmara de Sintra estima que cerca de três milhões de pessoas participem nas diversas iniciativas culturais.

,Atração turística
Foto
Palácio Nacional da Pena, Sintra. Durante as comemorações todos os museus têm entrada gratuita Miguel Manso

O município de Sintra assinala os 25 anos da elevação a Património Mundial com a realização de mais de 200 eventos, nomeadamente uma exposição que reúne obras sobre o concelho desde a antiguidade à contemporaneidade, foi hoje anunciado.

Sintra, no distrito de Lisboa, foi classificada Património Mundial, na categoria “Paisagem Cultural”, a 6 de Dezembro de 1995, durante a 19.ª sessão do Comité do Património Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), realizada na Alemanha.

A apresentação do programa de comemoração dos 25 anos da elevação a Património Mundial decorreu ao final desta manhã no Palácio Nacional de Queluz, numa cerimónia que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta (PS). “Nós entendemos que a Cultura deve estar onde as pessoas estão e vivem. A Cultura tem de sair dos palácios e das elites para a rua e para as escolas. Tem de ser para todos”, afirmou o autarca.

Nesse sentido, a autarquia preparou um programa que inclui “inúmeros” eventos culturais, onde se destacam “mais de 100 momentos musicais, mais de 70 peças de teatro, 20 dias de criações históricas, 12 eventos de festas e feiras populares, uma dezena de conferências e oito novas exposições”.

Um dos maiores destaques dado pela organização é a exposição “No Reino das Nuvens: os artistas e a invenção de Sintra”, do curador Victor dos Reis, que irá reunir obras sobre o concelho de diferentes períodos da história (antiguidade à contemporaneidade). Segundo a organização, esta exposição pretende “expressar e celebrar as múltiplas formas como esta montanha e o seu território constituiu, desde tempos imemoriais, um poderoso atractor da atenção dos artistas e, sobretudo, um motor da sua criatividade”. Esta exposição estará patente entre 15 de Maio e 31 de Outubro no Museu das Artes de Sintra e tem entrada gratuita.

Na área da música destaca-se a realização do Festival Internacional de Música Tradicional de Sintra (18 a 20 de Setembro), assinalado com diversos concertos de instrumentos tradicionais de corda.

Entre 2 e 9 de Maio realiza-se a 18.ª edição do Festival de Teatro Clássico, que decorrerá no Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas.

Outro dos destaques é a realização do 2.ª congresso Ibero-americano em Estudos de Paisagem, no Centro Cultural Olga Cadaval, organizado pela Câmara Municipal de Sintra e a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

No cinema o destaque vai para a realização da 14.ª edição do Lisbon & Sintra Film Festival, entre os dias 13 e 22 de Novembro, e sessões de cinema ao ar livre, a realizar no relvado do Palácio de Monserrate.

Uma das novidades deste ano é a criação do Roteiro das Fontes Históricas de Sintra, que se inicia no dia 14 de Fevereiro e prevê passagens pela fonte de São Pedro, Sabuga, fonte da Pipa e fonte Mourisca.

Durante as comemorações dos 25 anos da classificação como Património Mundial, todos os museus municipais têm entrada gratuita. A Câmara de Sintra estima que cerca de três milhões de pessoas participem nas diversas iniciativas.