Impostos sobre carros mantêm subida, às vezes acima da inflação

Simulações para veículos muito populares no mercado mostram aumentos em percentagem bem acima dos 0,3%.

Foto
Paulo Pimenta/Arquivo

Não é este ano que a fiscalidade automóvel vai baixar. Depois do agravamento “encapotado” de 2019, aproveitando a mudança para o novo método de medir emissões de CO2, os impostos sobre carros vão continuar a subir em 2020. A proposta do Orçamento do Estado (OE), entregue na segunda-feira pelo Governo, fala em actualizações em linha com a taxa de inflação (0,3% em 2019) do Imposto sobre Veículos (ISV) e do Imposto Único de Circulação (IUC). Mas algumas das simulações a que o PÚBLICO teve acesso mostram que há diversas situações com aumentos bastante acima dessa taxa – e poucos casos onde a subida de impostos é nula ou fica abaixo da taxa dos 0,3%.