Compra de carros importados está a cair a pique

Clientes adiam compra à espera de mudanças no ISV. Retracção afecta sobretudo mercado dos usados, com quebra de 36% em Novembro. Comerciantes estão preocupados.

Foto
Segunda metade de Dezembro terá de ser excepcional para evitar uma descida no volume de vendas dramática para os comerciantes Paulo Pimenta/Arquivo

A compra de carros importados caiu a pique nos últimos dois meses de 2019. A culpa, dizem comerciantes ao PÚBLICO, é da indefinição em torno do Imposto sobre Veículos (ISV). Bruxelas processou Portugal por violação de regras europeias e deu um mês para Lisboa corrigir o problema. O Ministério das Finanças, que foi condenado duas vezes, em Maio e em Novembro, a devolver parte do ISV a um contribuinte, não deu, até agora, sinal de que esteja disposto a fazer a mudança exigida pela Comissão Europeia. Mas poderá surpreender os contribuintes se mexer no ISV na proposta do Orçamento do Estado (OE) para 2020, que deverá entregar esta segunda-feira no Parlamento. A incerteza reina entre empresas e clientes, que estão “a adiar a compra".