Poluição do ar leva Sarajevo a cancelar todos os eventos públicos

Governo regional tomou medidas para baixar níveis de smog. Pesados de mercadorias estão proibidos de circular nas estradas.

Fotogaleria
Habitantes usam máscaras como forma de protecção LUSA/FEHIM DEMIR
Sarajevo
Fotogaleria
Nevoeiro em Sarajevo LUSA/FEHIM DEMIR
Fotogaleria
Nuvem de fumo na cidade LUSA/FEHIM DEMIR
Fotogaleria
Governo regional tomou medidas para reduzir níveis de poluição LUSA/FEHIM DEMIR
Fotogaleria
Cidade é rodeada por montanhas LUSA/FEHIM DEMIR

As autoridades bósnias consideram que a poluição na capital do país, Sarajevo, atingiu níveis perigosos nos últimos dias. Perante a densa nuvem de smog que se pode ver a pairar na cidade, o governo regional decidiu cancelar todos os eventos públicos. Recomenda-se que os cidadãos permaneçam em casa e os veículos pesados de mercadorias estão banidos das estradas da capital.

Não é a primeira vez que se verificam níveis elevados de poluição na cidade: rodeada de montanhas e com edifícios altos que bloqueiam o fluxo de ar, Sarajevo está inúmeras vezes envolta em nevoeiro ou poeira.

A questão da poluição, no entanto, agravou-se progressivamente na última década. De acordo com a Associated Press, a quantidade de partículas ultrafinas PM10 — as mais pequenas e gravosas — chega a ser hoje cinco vezes superior ao limite da União Europeia.

Agora, a central de aquecimento da capital, que funciona a carvão, terá de trabalhar obrigatoriamente com temperaturas mais baixas. Obras que produzam poeira e pó estão suspensas por tempo indeterminado.

Segundo a agência noticiosa, um relatório do Programa Ambiental das Nações Unidas indica que os habitantes do país têm uma esperança média de vida inferior à média mundial, devido à exposição à poluição. Em média, os bósnios vivem menos 1,3 anos.