Observatório Técnico Independente de incêndios ainda não recebeu plano de combate

O mandato da estrutura que foi criada para acompanhar o trabalho de prevenção e combate de incêndios termina no final do ano. Bloco de Esquerda questiona ministro do Ambiente, Matos Fernandes.

Foto
Os incêndios de 2017 provocaram mais de uma centena de mortes e queimaram mais de 440 mil hectares de floresta Adriano Miranda

A 36 dias do final do seu mandato, o Observatório Técnico Independente, a estrutura criada no Parlamento para avaliar o trabalho de combate aos incêndios florestais ainda não recebeu o Plano de Gestão Integrada de Fogos Rurais, sobre o qual deveria emitir um parecer. Na última terça-feira, os técnicos fizeram chegar a sua preocupação à Comissão de Agricultura e Mar.