A camisola de Paddy Cosgrave custa 700 euros e já esgotou

A organização da Web Summit pôs à venda uma edição limitada de 50 sweaters semelhantes à que o fundador da Web Summit usa.

Fotogaleria
Rui Gaudencio
Paddy Cosgrave
Fotogaleria
LUSA/MIGUEL A. LOPES

Ser empreendedor é ter uma ideia, concretizá-la, ganhar dinheiro com ela e descobrir novas formas de a pôr a render, que o diga o fundador da Web Summit que, por estes dias, trouxe dezenas de milhares de pessoas a Lisboa para mais uma feira tecnológica, a terceira edição em Portugal. Paddy Cosgrave deu uma entrevista ao PÚBLICO com uma camisola azul de malha vestida. Camisola essa que esteve à venda no site da organização, por 700 euros, em três tamanhos, e que já esgotou.

Tratava-se de uma edição limitada de 50 camisolas de lã, numeradas. “Cada sweater é feita à mão por artesãs locais no Condado de Donegal, na Irlanda”, informava ainda o site. Também está esgotada a camisola preta — com a qual Cosgrave também aparece vestido no catálogo — que é ligeiramente mais cara, 765 euros, porque feita à mão num ponto impossível de ser replicado por máquinas. São necessárias cerca de 40 horas para fazer a camisola e “pode levar até cinco semanas para que seja feita e enviada” ao cliente, refere-se no site. “Confie em nós, vale a pena esperar”, promete-se.

PÚBLICO -
DR
PÚBLICO -
DR
PÚBLICO -
DR
PÚBLICO -
DR
Fotogaleria
DR

O preto foi também a cor escolhida para fazer umas camisolas com capuz, comummente chamadas de hoodies, para os futuros aspirantes ao sucesso, as crianças do 1 aos 6 anos, e que também já estão esgotadas, dado o pormenor com que são feitas. Custavam 216 euros.

PÚBLICO -
DR
PÚBLICO -
DR
Fotogaleria
DR

Para quem não foi a tempo de comprar as sweaters, há outras opções mais em conta como a T-shirt em 100% algodão, “produzida com materiais sustentáveis e práticas éticas de trabalho” — mais uma vez, é Cosgrave que aparece no palco da Web Summit envergando a peça. E há ainda uma garrafa para água (27 euros se for de 500 ml; 31 euros caso seja de 750 ml) e um copo de café, com tampa azul ou roxa, feito de vidro e cortiça portuguesa (22,50 euros) , para que “mesmo após o final da Web Summit, se possa desfrutar de um pequeno pedaço de Portugal diariamente”, conclui o texto do catálogo. 

PÚBLICO -
DR
PÚBLICO -
DR
Fotogaleria
DR