Alexandra Moura faz uma homenagem aos pescadores do bacalhau

Com o som das gaivotas como pano de fundo, Moura apresentou uma colecção que reflecte o trabalho e o estilo de vida dos pescadores à linha.

Milão
Fotogaleria
Reuters/ALESSANDRO GAROFALO
Fotogaleria
Reuters/ALESSANDRO GAROFALO
Fotogaleria
Reuters/ALESSANDRO GAROFALO
,Pista
Fotogaleria
Reuters/ALESSANDRO GAROFALO
Pista
Fotogaleria
Reuters/ALESSANDRO GAROFALO
,Pista
Fotogaleria
Reuters/ALESSANDRO GAROFALO
Fotogaleria
Reuters/ALESSANDRO GAROFALO
Fotogaleria
Reuters/ALESSANDRO GAROFALO
Fotogaleria
Alexandra Moura no final da apresentação Reuters/ALESSANDRO GAROFALO

Coube à portuguesa Alexandra Moura fechar a Semana de Moda de Milão nesta segunda-feira e fê-lo com uma homenagem aos pescadores de bacalhau, ou seja, a sua colecção de Primavera/Verão inspirou-se no mar e na pesca.

Com o som das gaivotas como pano de fundo, Moura apresentou uma colecção que reflecte o trabalho e o estilo de vida dos pescadores à linha. Os casacos combinavam com bermudas ou calças de pernas largas cortadas e, com vestidos e saias de cores escuras e adornados com bolsos e fechos, dando uma sensação de serem peças práticas.

Alguns vestidos tinham pequenos bolsos destacáveis. Havia também anoraques, casacos e gangas de dois tons. Os vestidos forma impressos em estilo de tapeçaria floral, lembrando os tapetes pendurados fora das casas dos pescadores, onde o bacalhau é seco ao sol.

Outros vestidos eram brancos, de algodão e de linho, mais leves, com bainhas inacabadas; ou pretos e transparentes. “Esta colecção é impulsionada pelo contraste entre diferentes técnicas de pesca e o seu povo ao longo do século XX”, aponta o programa.

Os detalhes utilitários das “influências das roupas de trabalho” e as roupas quotidianas dos pescadores neutralizam as “roupas de tamanho grande e as roupas desportivas”.

Moura usou uma paleta de cores principalmente de cobalto e tons de azul-escuro, preto, laranja, vermelho e ocre. O calçado consistia em ténis com uma sensação de desgaste, e uma mala em forma de peixe.

A Semana da Moda de Milão foi a terceira etapa do calendário de passarelles de moda feminina para a Primavera/Verão do próximo ano, que começou em Nova Iorque e também inclui Londres e Paris. A próxima paragem é a cidade luz.

O evento de seis dias, em que designers como Prada, Giorgio Armani, Dolce & Gabbana, Gucci e Versace apresentaram seus últimos modelos, também incluiu o Green Carpet Fashion Awards no domingo à noite. Estes prémios visam promover a sustentabilidade ambiental na indústria da moda, onde um número crescente de marcas procura melhorar a sua pegada ecológica.

Os vencedores incluíram o veterano designer italiano Valentino Garavani, 87 anos, que recebeu o Legacy Award, enquanto a designer britânica Stella McCartney, conhecida pela sua ética, recebeu o Groundbreaker Award.

Sugerir correcção