Arrendamento: Pressão para saída dos centros está a aumentar em Lisboa e no Porto

Exercício académico demonstra que no caso hipotético de uma família que veja o seu contrato de arrendamento caducado nos centros de Lisboa e do Porto não conseguirá arranjar casa no âmbito do Programa de Arrendamento Acessível a uma distância inferior a 20 minutos em Lisboa e a 10 minutos no Porto.

Foto
Paulo Pimenta

Se um agregado familiar perdesse o seu T2 situado no centro do Lisboa, em Campo de Ourique, porque o senhorio não pretendia renovar o contrato, só conseguiria encontrar um T2 nas mesmas condições se andasse vinte minutos num percurso de carro com trânsito normal. Se esse agregado vivesse no centro do Porto, por exemplo, na freguesia do Bonfim, não conseguiria encontrar esse apartamento sem se meter num percurso de carro que lhe tomaria um mínimo de dez minutos. Sem trânsito.