Itália proíbe McDonald’s ao lado de monumento

“As maravilhas de Roma têm de ser protegidas.” Governo italiano manda parar construção do restaurante em Roma, na zona do complexo arqueológico das Termas de Caracala.

Fotogaleria
"Fast-food" com vista para as termas de Caracala? Non, grazie. Stefano Rellandini/Reuters
,Via della Conciliazione
Fotogaleria
Em Roma existem mais de 40 lojas da marca, algumas perto de pontos históricos. Reuters
Banhos de Caracalla
Fotogaleria
As Termas de Caracalla Stefano Rellandini/Reuters
Meia idade
Fotogaleria
As Termas de Caracalla Stefano Rellandini/Reuters
Fotogaleria
As Termas de Caracalla Stefano Rellandini/Reuters
Banhos de Caracalla
Fotogaleria
As Termas de Caracalla Stefano Rellandini/Reuters
Fotogaleria
As Termas de Caracalla Stefano Rellandini/Reuters
Fotogaleria
As Termas de Caracalla Stefano Rellandini/Reuters

“Já tinha expressado a minha oposição a um fast food na área arqueológica das Termas de Caracala, informo-vos que o Mibac [Ministério italiano da Cultura] conseguiu cancelar a autorização”, anunciou o ministro Alberto Bonisoli através da sua página de Facebook.

Em causa, estava a construção de um restaurante da cadeia norte-americana McDonald’s a poucos metros do complexo arqueológico das Termas de Caracala, erguidas no século III e parte do roteiro histórico (e turístico) da cidade, não muito longe do Coliseu, do Fórum Romano ou do Circo Máximo.

No terreno anteriormente ocupado por um viveiro de plantas histórico na cidade estava previsto erguer-se um novo McDonald’s: o restaurante ocuparia cerca de 800 metros quadrados, com lugares para 250 pessoas, uma área de “drive in” e uma zona interior em estufa (“para manter uma ligação forte ao viveiro”, apontava a empresa norte-americana). No total, o projecto deveria ocupar cerca de um terço dos 35 mil metros quadrados da propriedade.

O projecto foi anunciado publicamente a 24 de Julho e, no terreno, as retroescavadoras já tinham dado início aos trabalhos. Mas a polémica não se fez esperar, com protestos por parte da administração do município. Esta quinta-feira a autorização de construção foi revocada e a obra impedida pelo governo.

“O Ministério da Cultura interveio imediatamente para cancelar, em legítima defesa, o processo de autorização para a construção de um restaurante de fast food dentro da área arqueológica das Termas de Caracala”, anunciou o gabinete de comunicação do ministério, de acordo com o La Repubblica.

No Twitter, a presidente da câmara de Roma, Virginia Raggi, congratulou-se com a decisão: “Estamos com o Mibac no bloqueio da construção de um fast food na área arqueológica das Termas de Caracala. As maravilhas de Roma têm de ser protegidas.”

Este estava longe de ser o primeiro restaurante da empresa na capital italiana. No site da McDonald’s, contam-se mais de 40 espaços, alguns bem perto de lugares históricos, como a Praça de Espanha, a Praza Navona, o Vaticano ou a Fontana di Trevi.

Sugerir correcção