Entrevista

“Se alterarmos o IRC, os supermercados fogem? Não, claro que não”

João Oliveira, líder parlamentar do PCP, lembra que não aprovação da proposta de englobamento obrigatório no IRS foi “exclusivamente por responsabilidade do PS”.

Foto
Rui Gaudencio

O PCP apresentou as suas propostas do programa eleitoral para a política fiscal, incluindo uma redução da taxa de IVA e um aumento do número de escalões de IRS, medidas compensadas em termos de receita com a subida da taxa de IRC para as grandes empresas, o englobamento obrigatório no IRS e o imposto sobre transacções financeiras. João Oliveira argumenta que o objectivo não é aumentar a carga fiscal em Portugal, mas o impacto das propostas representa mais 5,6 mil milhões de euros a entrar nos cofres do Estado.