Torne-se perito

Iglesias fez uma última proposta para salvar Governo de Espanha

Líder do Podemos diz que abdica do Ministério do Trabalho se os socialistas lhe derem a tutela nas políticas activas de emprego.

Pablo Iglesias aplaudido pela sua bancada no Congresso
Foto
Pablo Iglesias aplaudido pela sua bancada no Congresso BALLESTEROS/EPA

O líder do Podemos lançou desde o palanque do Congresso espanhol uma última proposta para salvar uma investidura condenada antecipadamente ao fracasso. O seu partido abdica da exigência de ficar à frente do Ministério do Trabalho se lhe for atribuída a tutela das políticas activas de emprego.

“Faço-lhe a proposta que nos ceda as políticas activas de emprego”, disse Iglesias, estendendo à última hora uma mão para “salvar esta sessão de investidura”. “Não leve os espanhóis a eleições. Negoceie connosco com respeito”, terminou.

Respeito foi a palavra que Iglesias usou no princípio do seu discurso dirigindo-se directamente a Pedro Sánchez: “Acha que nestes meses falou connosco com o respeito com que se fala com os seus sócios de governo? Merecemos respeito.”

O líder do Podemos acusou os socialistas de quererem negociar um acordo de governo em 48 horas, quando nada fizeram durante 80 dias. Era a introdução para um enumerar de cedências que o seu partido foi fazendo durante as conversações com o PSOE, inclusivamente o veto a Iglesias. Até nessa “humilhação”, “sem precedentes” na história democrática espanhola, o Podemos cedeu, aceitando que o seu líder faça parte do executivo de coligação. 

Sugerir correcção