Em Paranhos, o percurso rumo à literacia não tem idade

Casa de Cultura de Paranhos acolhe projecto Percursos de cidadania, alfabetização e literacia para adultos. Além das aulas destinadas à aprendizagem da leitura ou da escrita, há também tempo para aprender sobre o património cultural, sobre como manusear as novas tecnologias e ainda para a iniciação na língua inglesa.

Fotogaleria
Abílio Vale, com 55 anos, vive na rua mas não se dá por vencido Gonçalo Dias
Fotogaleria
Gonçalo Dias
Fotogaleria
Gonçalo Dias
Fotogaleria
Gonçalo Dias
Fotogaleria
Gonçalo Dias

O rumo que a vida de Abílio Vale tomou parecia, desde cedo, dar-lhe sinais de que o seu percurso não passaria pela escola. Não por falta de gosto ou vontade, mas porque as circunstâncias assim obrigaram. O pouco que sabe ler e escrever deve-o aos dois anos que passou como aluno da telescola, onde esteve apenas dois anos. A falta de recursos da família, da mãe neste caso, forçou-o a abandonar e a trocar as salas de aula pelo trabalho. Foi com pena que o fez, já que “gostava muito de lá estar”.