Miguel Cadilhe já se arrependeu de ter fechado a linha do Douro. Agora defende a reabertura

“Enganei-me. Fomos enganados. Não sei se o ministro das Obras Públicas de então o fez intencionalmente, ou não”, afirmou o antigo governante, que é o primeiro subscritor de uma petição para reactivar toda a linha

Foto
Petição pública solicita ao Governo “investimento na reabertura, requalificação e modernização de toda a Linha do Douro, até Barca d’Alva” NFACTOS / FERNANDO VELUDO

Miguel Cadilhe, ex-ministro das Finanças de Cavaco Silva, reconhece que foi um erro o encerramento da linha do Douro, em 1988, entre Pocinho e Barca d’Alva e é o primeiro subscritor de uma petição para a sua reabertura.