Queixas nos transportes públicos sobem com passes mais baratos

O Programa de Apoio à Redução Tarifária nos transportes públicos entrou em vigor há dois meses e já serve 96,6% da população. Utentes aplaudem a descida dos preços e a integração bilhética mas queixam-se – e muito – de a oferta não ter sido ajustada à procura. Regulador vai avançar com inquérito aos operadores.

Foto
miguel manso

O número de reclamações dos utentes dos transportes públicos de Lisboa e Porto duplicou desde que entrou em vigor o Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART) no passado mês de Abril. Apesar de muitos cidadãos sublinharem o facto de a redução de preços e a integração bilhética terem democratizado o acesso aos transportes públicos (o objectivo era desincentivar o uso do transporte individual), e aplaudirem a iniciativa, observa-se, em paralelo, o aumento de queixas de utentes, desagradados com a qualidade do serviço que lhes está a ser prestado.