Directora do fisco quebra silêncio e garante: “Não conhecia” plano das operações stop

Helena Borges afirma que desconhecia o plano de actividades da justiça tributária do Porto onde se previam acções na estradas. Nova polémica com casamentos travada pelo Governo.

Foto
Helena Borges dirige o fisco desde 2015, depois do caso da “lista VIP” Enric Vives-Rubio

Ao fim de três dias, a directora-geral da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), Helena Borges, quebrou o silêncio sobre a controversa operação stop montada no distrito do Porto para cobrar dívidas e penhorar automóveis à beira da estrada.