O comboio histórico The Presidential volta ao Douro e já tem estrelas

A penúltima edição destas viagens decorre durante as vindimas e até finais de Outubro. O projecto tem fim anunciado para 2020.

Fotogaleria
Martin Henrik
Fotogaleria
Martin Henrik
Fotogaleria
Martin Henrik
Fotogaleria
Martin Henrik
Fotogaleria
Martin Henrik
Fotogaleria
Martin Henrik

Será durante a época das vindimas que o The Presidential começará a percorrer a linha do Douro pela penúltima vez, já que está marcado para 2020 o fim deste projecto de “luxo ferroviário” e gastronómico. Antigo Comboio Real, construído em 1890, foi rebaptizado depois como Comboio Presidencial e restaurado em 2010, iniciando a sua carreira gourmet em 2016.

Tendo chegado a conquistar um prémio para melhor evento público do mundo e sido nomeado para um World Restaurant Award, The Presidential confirmou agora os nomes dos chefs que irão participar em cada uma das viagens planeadas para este ano. Assim, o arranque acontece nos dias 20 e 21 de Setembro com Leandro Carreira, chef português que tem trabalhado em Londres, primeiro com Nuno Mendes e depois em nome próprio, com o restaurante Londrino, que no início deste ano se viu obrigado a fechar as portas.

No fim-de-semana seguinte, dias 27 e 28, será Henrique Sá Pessoa (Alma, duas estrelas Michelin) a cozinhar sobre rodas no histórico Comboio Presidencial, construído em 1890 e restaurado em 2010. Em Outubro, a 4 e 5, chega Alexandre Silva (Loco, uma estrela), que passará depois a tarefa de alimentar os viajantes do Presidential para Nuno Mendes, vindo de Londres (e que actualmente se prepara para abrir o seu restaurante em Lisboa, no Bairro Alto Hotel), que chega nos dias 11 e 12 e que cozinhará acompanhado por Bruno Rocha.

Saltamos para os dias 18 e 19 de Outubro, que oferecem a oportunidade de descobrir como funciona sobre rodas a cozinha de Óscar Geadas, do restaurante G, de Bragança, que conquistou recentemente a sua primeira estrela Michelin.

O evento termina a 25 e 26 de Outubro com o rising stars a quatro mãos – que desta vez serão as de Pedro Pena Bastos, do Ceia, e André Lança Cordeiro, que se prepara para abrir o projecto Essencial.

PÚBLICO -
Martin Henrik
PÚBLICO -
Martin Henrik
Fotogaleria
Martin Henrik

A viagem parte da estação de São Bento com destino à Quinta do Vesúvio, onde terá lugar uma prova de vinhos do Porto da Grahams. O preço de um dia custa 650€, e inclui a viagem no The Presidential, o menu de degustação preparado a bordo, harmonização de vinhos e passagem pela Quinta do Vesúvio com prova de portos.

Segundo a organização do The Presidential, esta pode ser a última oportunidade para quem quiser ter a experiência de alta cozinha no meio das paisagens do Douro e dentro de um comboio histórico. Em 2020, na edição final do projecto, será vendida “uma quantidade extremamente limitada de bilhetes”.

O projecto, anunciado como uma gourmet train experience, esteve recentemente envolto em polémica, com acusações de favorecimento, desmentidas pelo responsável pela iniciativa, Gonçalo Castel Branco – o empresário garantiu na altura não ter usufruído de quaisquer vantagens.